Time do Sangue: Startup do bem

Empresa lança aplicativo que estimula a adesão ao hábito de doar sangue

No Brasil, a questão concernente à doação de sangue é bastante preocupante. A Organização das Nações Unidas (ONU) alerta que o número de doadores de sangue deva abranger entre 3% a 5% da população, para manter um estoque seguro, suprindo as necessidades da saúde pública (OPAS, 2016). Contudo, no Brasil, o número de doadores encontra-se aquém do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), não atingindo 2% da população. Nesse sentido, é imprescindível o desenvolvimento de ferramentas e estratégias que estimulem a doação de sangue no País.

Em 1980 foi estabelecido o fim da doação remunerada de sangue em todo o país e a doação passou a ser estimulada como um ato de altruísmo (GUERRA, 2005). Contudo, embora não faltem doadores solidários, as unidades hemoterápicas realizam inúmeros esforços para manter os níveis suficientes para suprir a constante demanda.

A cada dois minutos uma pessoa precisa de sangue no Brasil, porém seis em cada dez doadores são voluntários e doam com frequência e os outros 40% são considerados doadores de reposição, ou seja, aqueles que doam quando um amigo ou parente precisa de sangue.
Contudo, é necessário estimular a doação de sangue de forma regular, voluntária e solidária. Uma bolsa de sangue pode salvar no mínimo quatro vidas, por isso as doações são fundamentais o ano inteiro.

 

 

Ferramentas tecnológicas
O constante avanço tecnológico tem possibilitado o surgimento de tecnologias que servem como ferramentas facilitadoras no uso cotidiano. A informatização dos processos de gestão relacionados à área da saúde merece destaque, uma vez que favorece o ato de salvar vidas. A gestão eficiente das unidades hemoterápicas permite que todas as etapas da doação de sangue sejam realizadas de forma simples e eficiente.

Nesse sentido, com o intuito de impulsionar e estimular a doação de sangue no Estado de São Paulo e, por conseguinte, em todo o país, foi lançado, o software digital denominado Time do Sangue. O aplicativo está disponível nas versões Android e IOS, e pode ser baixado através do Play Store ou pelo APP Store e não ocupa muito espaço da memória do celular, já que se conecta com a rede de forma remota.

Facilidades para quem utilizar o app Time do Sangue
O aplicativo Time do Sangue irá interligar os potenciais doadores e hemocentros, otimizar os processos burocráticos e evitar filas nos locais de coleta, permitindo ao usuário ter acesso ao calendário do hemocentro mais próximo de sua localização, possibilitando a escolha do dia e horário de sua preferência para realização da doação. Nesse sentido, o cadastro é feito através do próprio aplicativo, sem burocracia e respeitando o tempo do doador.

Outra vantagem do aplicativo refere-se ao armazenamento de dados em nuvem, ou seja, o doador poderá carregar laudos de exames e receitas médicas em geral em sua pasta no aplicativo. O benefício permitirá ao doador ter acesso a seu histórico médico em qualquer local ou momento sem que seu celular fique carregado, uma vez que as informações ficam cadastradas sigilosamente.

 

 

Tendo preenchido um cadastro simples, o doador passa a fazer parte de uma rede unificada de doadores e estará apto a fazer parte de campanhas de doação em todo o país, uma vez que os hemonúcleos cadastrados podem localizar os doadores e mais próximos através de geolocalização. Feito isso, o aplicativo poderá enviar uma notificação solicitando a doação e, se o usuário cadastrado estiver apto a doar, poderá comparecer ao hemocentro e realizar a doação, obtendo, assim, a incomensurável satisfação de ter ajudado a salvar vidas.

O principal objetivo das idealizadoras do aplicativo é fazer com que mais brasileiros tenham a doação de sangue como um hábito, não apenas em datas específicas ou quando conhecem alguém que necessita de transfusão.

Além dos benefícios para os doadores, os hemonúcleos e demais locais de coleta de sangue que aderirem à plataforma poderão realizar uma gestão eficiente de suas respectivas agendas. Isso melhorará a qualidade do atendimento aos doadores bem como a organização dos estoques de bolsas de sangue, minimizando possíveis descartes de componentes do sangue.

Parceiros e planos de expansão
O aplicativo ganhou o apoio da Prefeitura de Sorocaba, através da Secretaria de Saúde, que vai participar de campanhas e incentivar a doação em toda a rede pública municipal de saúde. A startup está atenta às oportunidades de expansão, buscando parcerias e apoiadores para poder se estabelecer em todos os hemonúcleos e redes de coleta de sangue do país, possibilitando, assim, tornar o Brasil uma referência mundial no uso de tecnologias e gestão eficiente na coleta de sangue.

Investimento em pesquisa
Outro importante aspecto pensado pela startup concerne à transformação dos dados obtidos em conhecimentos sobre o cenário atual da doação de sangue no país. Assim, o Time do Sangue irá proporcionar pesquisas científicas, além de fornecer subsídios para elaboração de políticas públicas e campanhas dirigidas ao público, visando colaborar com o aumento do número de doadores no país.

Orientações para os doadores
Para doar sangue, é preciso ter entre 16 e 68 anos, pesar mais de 50 quilos e estar com boa saúde. Menores de 18 anos só podem doar com autorização dos pais ou responsável legal. É imprescindível estar bem alimentado e portar documento oficial de identidade com foto.

 

REFERÊNCIAS
GUERRA, Celso C. C. Fim da doação remunerada de sangue no Brasil faz 25 anos. Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, v. 27, n. 1, p. 1-3, 2005.

ONU – Organização das Nações Unidas. Disponível em: <goo.gl/1fueZ3>. Acesso em 5 maio 2017.

OPAS – Organização Pan-americana da Saúde. Disponível em: <goo.gl/DeTBMH> . Acesso em 5 maio 2017.

Mais informações
www.timedosangue.com.br

___________________________

TEXTO: Juliana Aguiar, Kellen Cristine Petreche e Vanessa Cezar Simonetti, mestranda em Ciências Ambientais da Unesp de Sorocaba.

 

Deixe uma resposta

*