V Congresso Internacional de Literatura Infantil e Juvenil

Evento realizado em Presidente Prudente superou todas as previsões, com mais de 600 participantes do Brasil e do Exterior

Promovido pelo CELLIJ – Centro de Estudos em Leitura e Literatura Infantil e Juvenil – da FCT/Unesp, realizou-se em Presidente Prudente, no período de 2 a 4 de agosto, o V Congresso Internacional, que reuniu participantes provenientes de 22 unidades da federação brasileira e também de Argentina, Estados Unidos, Espanha e Portugal. O ato solene de abertura no Teatro Paulo Roberto Lisboa, no Centro Cultural Matarazzo foi presidido pelo vice-diretor em exercício da Faculdade de Ciências e Tecnologia, Prof. Dr. José Carlos Silva Camargo Filho. O pesquisador norte-americano Ian Wilkinson, da Ohio State University (Estados Unidos), abriu o espaço dialógico para discussões sobre literatura: Conversa, texto e ferramentas para promover o letramento argumentativo.

No 1º dia do evento foram desenvolvidas duas mesas-redondas com abordagem de Palavras Aladas: Poesia e narração oral na escola, com Gilka Giradello, da Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC, e José Hélder Pinheiro, da Universidade Federal de Campo Grande/UFCG; Entre espaços e livros, com Constanza Mekis (Universidade de Zaragoza/Espanha) e Eliane Debus, da Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC.

No período noturno foi desenvolvido o Sarau Literário no Sesc/Thermas de Prudente Da letra à voz, da voz à alma, com Gilka Giradello e José Hélder Pinheiro. No dia 3 de agosto a programação envolveu trabalhos e pôsteres no Boulevard “Messias Meneguette Jr.” e Salas de Aula do Bloco/Discente V e Noite cultural com lançamento de livros, no Sesc/Thermas – Área de Convivência.

Criado em 1995, o Centro de Estudos em Leitura e Literatura Infantil e Juvenil “Maria Betty Coelho Silva”, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Unesp – Câmpus de Presidente Prudente – teve como principal objetivo formar leitores (a partir do texto literário), e proporcionar um diálogo direto com professores, jovens alunos, instâncias governamentais responsáveis pela implementação de políticas públicas no campo da Educação, bem como com discentes do curso de Pedagogia e seus docentes, e, posteriormente, com o Programa de Pós-Graduação em Educação. O Centro atende crianças e jovens da Educação Infantil aos anos finais do Ensino Fundamental. Com vários projetos financiados, nacional e internacionalmente, o CELLIJ atua com políticas públicas de leitura, pesquisando e comparando índices de desempenho de estudantes dos anos iniciais do Ensino Fundamental e da Educação Infantil e com ações que possam diminuir os déficits de aprendizagem desses alunos.

No SESC/Thermas de Prudente: Lançamento de livros
A afluência à Área de Convivência do SESC/Thermas de Prudente foi surpreendente: Autores e livros apresentados publicamente, conforme segue. Ana Cláudia Ramos: De metamorfoses e de sonhos; Alice Marta e Thiago Valente: Produção cultural paranaense para crianças e jovens; Anderson Novello: A bruxa do baton borrado; Beth Cardoso: Todo mundo é misturado; Eliane Debus: A temática da cultura africana e afro-brasileira na literatura para crianças e jovens; Jaqueline Conte: Na casa amarela do vovô, Joaninja come jujubas; Marta Helena Cocco: Sabichões e Não presta pra nada.

Na listagem de lançamentos, outros participantes: Marta Martins: Brincar de verdade; Nilo Souza: Contos e encontros idos; Regina Gonçalves e Regis Rosa: Santos Dumont: voar é para todos; Regina Gonçalves: Matemática, que bicho é esse?; Renata Junqueira e Cynthia Girotto: Práticas pedagógicas com textos literários: estratégias de leitura na infância; Cynthia Girotto e Sandra Franco: Perfil do leitor universitário: textos e contextos nas licenciaturas; Renata Junqueira e Berta Feba: Mediação de leitura: espaços e perspectivas na formação docente; Estratégias de leitura: reflexões sobre o ato de ler no ensino superior.

O que mais chamou a atenção dos participantes do V Congresso Internacional de Literatura Infantil e Juvenil do CELLIJ da FCT/Unesp foi a presença de escritores e pesquisadores de regiões distantes, especialmente da Amazônia. De Tangará da Serra/MT, a Prof.ª Dr.ª Marta Helena Cocco, da Universidade Estadual de Mato Grosso/UEMT trouxe duas publicações – uma das quais Prêmio Mato Grosso de Literatura – de um total de onze obras de sua autoria (poemas, infantis, contos e literatura).

O CELLIJ (Centro de Estudos em Leitura e Literatura Infantil e Juvenil de Presidente Prudente) tradicionalmente promove o Congresso Internacional de Literatura Infantil e Juvenil – desde 1999 – por tratar-se de um evento que discute com professores, livreiros, autores e pesquisadores brasileiros e de diferentes países. Como material de leitura ressalta-se a qualidade da produção dos livros infantis e juvenis, bem como a importância da literatura infantil como material de leitura.

(Trans)formação de leitores: travessias e travessuras foi o tema adotado nesta 5.ª Edição Internacional de 2017, centrando nas estratégias de leitura do texto literário. TRAVESSIAS como caminhos, trilhas, percursos, trajetos, veredas e múltiplas possibilidades de conduzir crianças e adolescentes ao encontro com o livro. AS TRAVESSURAS, por sua vez, remetem à natureza da literatura como arte.

 

Na noite de autógrafos – realizada no SESC/Thermas de Prudente durante o Sarau Literário – houve participação de escritores provenientes de varias regiões do País, totalizando dezesseis lançamentos editoriais. (© Altino Correia)

 

Um evento de grande repercussão
Ao término do lançamento de livros no SESC/Thermas de Prudente, conversamos com a Pedagoga Marisa Oliveira Vicente, da assessoria da coordenadora do evento, Prof.ª Dr.ª Renata Junqueira de Souza, de quem procuramos saber como o evento está repercutindo. Eis a sua versão: “Foi uma verdadeira celebração literária congregando participantes de diferentes localidades e instituições, todos interessados na formação de leitores”.

Quanto às inovações do evento, a principal foi a Mesa-redonda 3 – “Livros Infantis: do berço ao e-book”; em que os três palestrantes convidados trataram do tema, utilizando as novidades contemporâneas em materiais, suportes e formas de interlocução e indicando a relação dessas “novidades”, com a formação de leitores almejada nos espaços escolares e não escolares.

Os conferencistas do exterior tiveram boa acolhida? Em resposta, diz Marisa: “Externaram em diversos momentos, ao longo do evento, e também depois de sua finalização, a satisfação que tiveram em participar e o quanto foram bem acolhidos. Os temas por eles trazidos foram muito bem recebidos e previamente discutidos com a coordenadora do Congresso (Prof.ª Renata Junqueira de Souza), a fim de atender às necessidades contemporâneas da Literatura Infantil e Juvenil.

Em relação aos anos anteriores, houve evolução no sentido de que a tradição do evento consolidou-se ainda mais, inclusive com a manifestação de participantes que acompanham desde versões anteriores e também pela sintonia cada vez maior da equipe de trabalho, com os propósitos do Congresso.

Para os próximos eventos, espera-se encontrar apoio da Universidade, das Agências de Fomento e de todas as Instituições parceiras, a fim de que seja possível sua realização. Estamos avaliando o evento referente a grande celebração literária; e isso nos fornece indicativos para os próximos, tendo como base a (trans)formação de leitores.

 

O encerramento do V Congresso Internacional de Literatura Infantil e Juvenil da CELLIJ/FCT-Unesp contou com a apresentação de um espetáculo cênico musical – Crianceiras – inesquecível para toda a plateia presente. (© Altino Correia)

 

Encerramento com Crianceiras
No encerramento do V Congresso Internacional de Literatura Infantil e Juvenil do CELLIJ, (4 de agosto), registrou-se uma série de atividades com Mesa-redonda 3 no Centro Cultural Matarazzo sobre Livros Infantis: do berço ao e-book. Escritoras participantes: Ana Paula Paiva e Anna Cláudia Ramos e Edgar Roberto Kirchof (Universidade Luterana do Brasil).

Última conferência: Práticas pedagógicas que incentivam a competência e o prazer pela leitura: um estudo sobre escolas públicas alternativas nos Estados Unidos. Conferência por Lucila Rudge (University of Montana/EUA). Para finalizar: Espetáculo cênico-musical Crianceiras. Um show dos mais arrojados, encerrando com “chave de ouro” o V Congresso Internacional de Literatura Infantil e Juvenil/CELLIJ em Presidente Prudente.

___________________________

TEXTO POR: Altino Correia – Assessoria de Comunicação e Imprensa – FCT/Unesp

FOTO DE ABERTURA: A programação desenvolvida durante três dias recebeu participantes de 22 Estados brasileiros e promoveu conferências, mesas-redondas, exposição e lançamento de livros, na FCT/Unesp e SESC/Thermas. (© Altino Correia)

 

 

Deixe uma resposta

*