Quadrinhos de Poesia: “Afinidades Eletivas”

Conheça projeto de Sérgio Vicente Motta, professor da Unesp de São José do Rio Preto

Esta e as próximas páginas apresentam projeto de um livro, envolvendo três linguagens: Poesia, Pintura e Quadrinhos. Os originais, em técnica mista (aquarela, ecoline e lápis de cor), de 15 x 21 cm, foram ampliados e impressos em telas de 50 x 70 cm. A sequência de 27 telas esboça uma narrativa sob o comando da linguagem dos Quadrinhos, cujos personagens (um menino, uma menina e um pássaro) leem poemas (a maioria de Drummond) e interagem com obras do pintor surrealista René Magritte, abrindo vários caminhos e possibilidades de leitura. A exposição, por meio do diálogo entre esses três sistemas artísticos, é um convite para uma aventura de leitura original, desafiadora e inventiva.

Referências: Carlos Drummond de Andrade: “O Lutador” (José, 1942).
René Magritte: La Clairvoyance/autoportrait (Perspicácia/Autorretrato 1936); óleo sobre tela: 54,5 x 65,5 cm.
Referências: Carlos Drummond de Andrade: “Procura da Poesia” (A Rosa do Povo, 1945).
René Magritte: Le Tombeau des Lutteurs (A Sepultura dos Lutadores, 1961); óleo sobre tela: 89 x 117 cm.
Referências: Carlos Drummond de Andrade: “O Lutador” (José, 1942). René Magritte: La chambre d’ écoute (O Quarto de Escuta, 1958); óleo sobre tela: 38 x 45,8 cm.
Referências: Carlos Drummond de Andrade: “Poesia” (Alguma Poesia, 1930). René Magritte: La Page Blanche (A Página em Branco, 1967); óleo sobre tela: 54 x 65 cm.
Referências: Carlos Drummond de Andrade: “Livraria” (As Impurezas do Branco, 1973). René Magritte: La Grande Famille (A Grande Família, 1963); óleo sobre tela: 130 x 160 cm.
Referências: Carlos Drummond de Andrade: “Castidade” (Brejo das Almas, 1934). René Magritte: La Condition Humaine (A Condição Humana, 1935); óleo sobre tela: 100 x 81 cm.
Referências: Carlos Drummond de Andrade: “Indagação” (Boitempo II – Menino Antigo, 1973). René Magritte: La philosophie dans le boudoir (A Filosofia da Alcova, 1966); guache: 74 x 65 cm.
Referências: Carlos Drummond de Andrade: “Beijo-flor” (Boitempo II – Menino Antigo, 1973). René Magritte: Les Amants (Os Amantes, 1928); óleo sobre tela: 54,2 x 73 cm.
Referências: Carlos Drummond de Andrade: “O Lutador” (José, 1942). René Magritte: Les Fleurs du Mal (As Flores do Mal, 1946); óleo sobre tela: 80 x 60 cm.
Referências: Carlos Drummond de Andrade: “Consideração do Poema” (A Rosa do Povo, 1945). René Magritte: Le Modèle Rouge (O Modelo Vermelho, 1937); óleo sobre tela: 183 x 136 cm.
Referências: Carlos Drummond de Andrade: “Consideração do Poema” (A Rosa do Povo, 1945). René Magritte: Le Modèle Rouge (O Modelo Vermelho, 1937); óleo sobre tela: 183 x 136 cm.
Referências: Fernando Pessoa: “Palavras de Pórtico” (Obra Poética, 1965). René Magritte: Le Séducteur (O Sedutor, 1953); óleo sobre tela: 38,2 x 46,3 cm.
Referências: Carlos Drummond de Andrade: “Memória” (Claro Enigma, 1951). René Magritte: Les Vacances de Hegel (As Férias de Hegel, 1958); óleo sobre tela: 61 x 50 cm.
Referências: Carlos Drummond de Andrade: “Legado” (Claro Enigma, 1951). René Magritte: La Clef des Champs (A Chave dos Campos, 1933); óleo sobre tela: 80 x 60 cm.

 

 

SOBRE O AUTOR
Sérgio Vicente Motta é professor aposentado do Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas da Unesp de São José do Rio Preto. Como professor de Literatura e de Cultura Brasileiras do Departamento de Estudos Linguísticos e Literários, suas principais linhas de pesquisa são Perspectivas Teóricas no Estudo da Literatura e Imagem, Música e Texto Literário, com ênfase em Literatura Brasileira, gênero narrativo e suas formas, linguagem poética e suas relações com outros sistemas semióticos. Publicou o livro O Engenho da Narrativa e sua árvore genealógica: das origens a Graciliano Ramos e Guimarães Rosa (Editora Unesp) e organizou outros livros do selo Cultura Acadêmica da mesma Editora.

 

 

 

_________________

TEXTO e IMAGENS: Sérgio Vicente Motta

 

 

Deixe uma resposta

*