Comunicação e esperança

Universidades públicas como a Unesp lideram a pesquisa científica no Brasil e oferecem ensino superior de qualidade, apontam os principais rankings universitários internacionais. São fontes de respeito, prestígio e credibilidade científico-acadêmica. Nos últimos anos, essas instituições passaram a se preocupar também com uma aproximação maior com a sociedade que as financiam. A divulgação científica e o trabalho em torno do letramento da população em ciência, em um país tão desigual quanto o Brasil, são fundamentais para valorizar a educação praticada e o papel social desempenhado pelas universidades públicas.

A tese da jornalista Tatiana de Carvalho Duarte, desenvolvida no doutorado em Desenvolvimento Humano e Tecnologias sob orientação do professor Afonso Antônio Machado do IB da Unesp em Rio Claro, mostra que há interesse da população brasileira nos conteúdos científicos produzidos, mas falta habilidade de comunicação a quem trabalha com a gestão desses conteúdos para alcançar um público maior e mais heterogêneo. Em outras palavras, o cientista necessita comunicar-se de modo abrangente e libertar-se do que a pesquisadora batiza de “autofagia acadêmica”, que se resume a produzir conhecimento para consumo entre os pares da academia.

Para romper as barreiras do desconhecimento, ou da ignorância, é fundamental unir habilidades e competências em prol da divulgação científica, lançando mão das mais variadas plataformas para despertar o interesse e cativar a atenção do grande público. Isso vai ocorrer com o empenho de todos os atores da espiral da cultura científica e o bom uso de ferramentas tecnológicas, como pontua a pesquisadora.

Comunicar o que as universidades públicas estão fazendo é, portanto, unir esforços de pesquisadores, professores, estudantes, jornalistas, editores e produtores de conteúdo de forma geral. É uma tarefa, em sua essência, desafiadora e encantadora, pois o conhecimento científico encanta à medida que dá sentido às vidas, desfaz mitos, amplia horizontes, renova esperanças. A busca desses ideais ajuda a mover a sociedade no dia a dia e fará as pessoas enxergarem de forma mais clara o imprescindível papel do investimento público em educação, ciência e tecnologia.

___________________

 

Deixe uma resposta

*