Prejuízo à produção de seda

A bióloga Marilucia Santorum, doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia do Instituto de Biociências da Unesp em Botucatu, publicou um artigo na revista Environmental Pollution em que mostra os efeitos nocivos do defensivo agrícola Novalurom no ciclo de vida do bicho-da-seda. Apesar de ser classificado como “pouco tóxico” pela Anvisa, o estudo de Marilucia traz evidências de que o agrotóxico pode ser letal para o bicho-da-seda, além de desencadear uma série de efeitos negativos no decorrer das várias fases do seu ciclo de vida. Além de taxas significativas de mortalidade, foram evidenciados nos experimentos efeitos prejudiciais do inseticida no desenvolvimento do bicho-da-seda, como lagartas menores e mais frágeis, por exemplo. Foi constatada também a construção de grande quantidade de casulos defeituosos, o que prejudica a produção de seda. Durante o doutorado, a bióloga foi orientada pela professora Daniela Carvalho dos Santos.

___________________

 

Deixe uma resposta

*